X
PROTEÇÃO DE VEÍCULOS
Blindagem de baixo custo deve começar em Camaçari, na Bahia

Confira o vídeo que demonstra a nova tecnologia que chegou a Camaçari
Postada em 07/11/2019 20:53:34 | Atualizada em 07/11/2019 20:54:42
 
 
Aplicado com spray, sistema utilizado na proteção do Pentágono deve mexer com o mercado de blindagem de carros de passeio no país.

A VSK Tactical Brasil apresentou durante o Congresso da Marinha, em Salvador, um novo sistema de preservação de veículos: o Bullet Liner. De origem americana, a tecnologia pertence a Accella Polyurethane Systems, o maior fabricante e produtor independente de poliuretanos do mundo.

A Accella é uma divisão da Carlisle Companies, uma empresa global diversificada que projeta, fábrica e comercializa uma ampla gama de produtos que atendem o setor industrial.

A tecnologia do Bullet Liner está no mercado há mais de 30 anos. Seu fundador, o químico Carlos Burtin, foi o inventor do primeiro revestimento elastômico por spray da indústria utilizando o poliuretano, no mundo. Sua tecnologia inovadora foi utilizada na proteção do Pentágono, após os ataques terroristas de 2001, devido a sua capacidade de proteger contra explosões, além de ser amplamente utilizada pelo Guarda Costeira, Departamento de Agricultura e o Exército Americano.

Bullet Brasil

A Bullet Liner chega ao país por meio da VSK Tactical Brasil, que tem como CEO o advogado Marcellus Ferreira Pinto.

A empresa deve abrir mercado para investidores que querem comercializar o produto, um por estado, como também terá unidades próprias.

Os veículos militares J8, que serão montados pela VSK Tactical Brasil, em Camaçari, irão utilizar esse tipo de revestimento. O revestimento não se destina exclusivamente a veículos militares. O foco da empresa está, principalmente, voltado ao mercado em geral, em especial o de veículos de passeio.

“Estamos colocando no mercado um produto bem mais em conta que a blindagem tradicional", revela Marcellus Ferreira Pinto, CEO da Bullet Brasil. "O produto ainda pode ser utilizado em diversos segmentos de mercado. Além de blindar, é anticorrosivo, aumentando a resistência e ajudando na conservação", explica. De acordo com o CEO, o produto pode ser usado na indústria de óleo e gás, da construção civil, siderurgica, naval entre outras.

O custo de revestir um veículo, por exemplo, com essa tecnologia pode de 1/3 até 1/4 mais em conta que uma blindagem tradicional. Vale ressaltar que o peso equivale ao de uma mochila de 10 kg, além da aplicação secar imediatamente.

Outro destaque do Bullet Liner é a garantia, que é vitalícia, não importando as condições de uso. A garantia, porém, não é transferível a um novo proprietário.

Nos Estados Unidos, o produto é comercializado como resistente à tiros e estilhaços de explosivos. No Brasil, isso deve acontecer, mas a nova tecnologia ainda está sendo homologada. A classificação de nível de blindagem, se fosse já certificado, chega ao nível 3A (o máximo para uso civil).

"Além de acessível, a aplicação do Bullet Liner é bem mais rápida que uma blindagem tradicional, que ultrapassa os 30 dias”, finaliza Ferreira Pinto.

 

Por: CliC101 | Original 123
s

 

contato@clic101.com.br
73 98108.5898 | 73 8112.0914

© 2013 - 2019 todos os direitos reservados www.clic101.com.br
CliC101 Mais Conteúdo. Desenvolvido por: Welisvelton Cabral